‘Vidas Opostas’: Ricardo ajuda Maria a fugir do hospital

0
206

Ricardo e Cecília são abordados por uma agente da autoridade que quer saber porque é que o jovem não entregou o documento de identificação de Maria – a quem ela chama Margarida, o nome falso que arranjaram – no hospital. Ele inventa a desculpa de que a chegada dela, em estado grave, o distraiu mas que vai buscá-los ao carro.

A agente aproveita a ausência do rapaz para fazer perguntas a Cecília sobre o namoro porque teme que Margarida esteja a ser vitima de violência doméstica. A mãe de Ricardo tenta apaziguar a situação mas a agente está decidida. Segue até à cama de Maria mas, quando abre a cortina, vê uma cama vazia: a jovem desapareceu. Ricardo tirou-a dali antes que a apanhassem.

Mais tarde, Maria e Ricardo conversam num esconderijo que ele arranjou. Ele teme que ela esteja mais magoada do que aparenta mas a jovem sossega-o. “Estou viva, estou contigo e continuo livre. Já tu… podes ser preso, por meteres ajudado a fugir do hospital ”. Ricardo tenta tranquilizá-la até surgir Cecília. Esta pede ao filho para voltar à vida normal e para a Maria desaparecer. “Tens de fugir do País, já te faleis obre isso. Eu arranjo tudo, vais coma Alice …”, diz Cecília. Mas Maria está decidida a fazer justiça. “Eu escapei da prisão par aprovara minha inocência,não para passar ores toda vida a fugir! Temos de ser objetivos. Atacar os pontos fracos da Eva. Todos os pontos fracos, até a deixar vulnerável. O marido dela, o Rodrigo, por exemplo… Que tipo de homem é que se disponibiliza para servir de álibi falso para um crime? É ele a nossa porta de entrada.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here