Camilla entra em desespero depois de matar Alexandre. Júlia acusa-a do crime sem saber que Vitorino era o alvo da brasileira. Ela recordou-se que foi ele quem a violou no passado. No entanto, nem tudo é trágico. A morte de Alexandre acaba por salvar Artur. Mas por esta altura, o mundo de Camilla está a desabar. A filha, Isabel, sabe agora que a mãe era a líder de uma organização criminosa de tráfico de órgãos, que levou à morte de Dalva, que foi ela quem traficou Aisha e pôs Leo numa cadeira de rodas. Isabel não perdoa a mãe e decide vingar-se. Na derradeira conversa que tem com a progenitora, envenena-lhe a bebida. Diz que vai entregá-la a Carlos e a Jamilah. A progenitora apenas pede à filha um último encontro com Artur que, entretanto, já saiu do hospital.

Camilla corre para casa de Júlia onde está Artur a viver, agora que recuperou a sua saúde. A vilã fica a saber que Jesus foi detido pela morte de Manuel e por experiências ilegais. No encontro com o amor da sua vida diz-lhe que a violação de Vitorino a fez afastar-se do caminho correto e que foi isso que a levou a tornar-se numa mulher sem escrúpulos e fria. Pede-lhe perdão por tudo o que fez. Ele confessa que sempre a amou mas que agora está com Aisha. Camilla diz-lhe que compreende, antes de desfalecer, morta, nos braços de Artur.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here