‘The Voice Portugal’. Aurea salienta a importância da amizade e união entre os mentores

0
780

Catarina Furtado e os quatro mentores do ‘The Voice Portugal‘, Mickael Carreira, Marisa Liz, Anselmo Ralph e Aurea, andaram pelas ruas de Lisboa a “convencerem” os cidadãos a não perderem um único programa da RTP1. Foi uma verdadeira festa dedicada a todos os portugueses. Vasco Palmeirim não esteve presente, pois tinha “de estar noutro lugar”, explicou Catarina Furtado.

Acabou a temporada dele [Vasco Palmeirim] de ser um calhau! Ele agora já é uma pessoa com sentimentos e que chora quando os concorrentes passam. Posto isto, tem sido uma aventura fantástica. É o mesmo formato, mas o programa muda sempre“, disse a apresentadora sobre esta nova edição.

Já sobre os mentores, Catarina liberta: “Acho que, se na temporada anterior, todos os mentores queriam igualmente ganhar, sinto que, desta vez, existe uma ligeira e acentuada competição entre eles. O nível está alto, os concorrentes são muito bons.

União entre mentores

É um privilégio podermos fazer aquilo que gostamos, com quem gostamos. Não há como não termos saudades de voltar todos os anos”, confessa Aurea. “Um dos segredos é exactamente esta relação dos mentores. Acho que isso passa lá para fora. Se fosse falso, o público percebia. Temos uma relação genuína.”

Marisa Liz, a vencedora da última edição do caça-talentos, não esconde a vontade que tem de voltar a vencer o concurso, mas faz questão de salientar esta amizade entre a equipa: “Temos os quatro muita sorte em sermos amigos, em darmo-nos bem e em conseguirmos ter uma competição saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here