‘The Crown’: Dame Judi Dench quer 5ª temporada ‘terrivelmente injusta’ com uma negação



CNN

Dame Judi Dench já interpretou uma rainha britânica antes, e agora ela está expressando a popular dramatização da família real da Netflix.

Em carta ao The Times, A estimada atriz compartilha suas preocupações sobre a próxima nova temporada de “The Crown”, escrevendo: “Quanto mais próximo o show se aproxima de nossos tempos atuais, mais livremente ele está disposto a borrar as linhas entre precisão histórica e sensacionalismo corajoso”.

“Embora muitos reconheçam o relato inteligente, mas ficcional, dos eventos de The Crown, temo que um número significativo de espectadores, especialmente no exterior, possa considerar sua versão da história como inteiramente verdadeira”, escreve Dench. “Olhando para algumas das sugestões dolorosas na nova série – por exemplo, que o rei Charles conspirou para depor sua mãe, ou uma vez sugeriu que a filiação de sua mãe era tão falha que ela merecia prisão – ambas são cruelmente injustas. e a instituição que representam.”

A 5ª temporada da série começa em 9 de novembro nos EUA e se passa na Grã-Bretanha dos anos 90.

“À medida que a rainha Elizabeth II (Imelda Stanton) se aproxima do 40º aniversário de sua ascensão, ela reflete sobre um reinado que durou nove primeiros-ministros, o advento da televisão de massa e o crepúsculo do Império Britânico”, diz a sinopse da Netflix para a nova temporada. . lê em parte. “Mais novos desafios estão no horizonte.”

A gigante do streaming lançou um trailer da 5ª temporada na quinta-feira, dizendo: “Inspirado em eventos reais, este drama fictício conta a história da rainha Elizabeth II e os eventos políticos e pessoais que moldaram seu reinado”.

Dench levou suas preocupações ao ex-primeiro-ministro Sir John Major disse ao Correio Uma cena que se diz mostrar ele e mais tarde o príncipe Charles (interpretado por Dominic West) como um “barril de bobagens maliciosas” sobre um plano para derrubar sua mãe, a rainha Elizabeth, enquanto o major estava no cargo.

Major pediu um boicote ao programa e supostamente defendeu a série da Netflix como um “drama fictício”.

“Ninguém acredita mais na liberdade artística do que eu, mas isso não pode ser contestado”, escreveu Tench. “Apesar de dizer publicamente esta semana que The Crown sempre foi um ‘drama fictício’, os produtores do programa resistiram a todos os pedidos para levar um aviso no início de cada episódio”.

“É hora de a Netflix reconsiderar – para uma família e uma nação, honrar um soberano que serviu seu povo com tanto zelo por 70 anos, para proteger sua reputação e seus assinantes britânicos”, disse Dench, que interpretou Elizabeth no filme de 1998. “Shakespeare Apaixonado.” Ela ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por seu papel como I.

A CNN entrou em contato com a Netflix para comentar.

READ  Opep+ concorda com pequenos cortes na produção de petróleo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.