Depois da polémica instaurada pelos trabalhadores da Plural, André Albuquerque, do Sindicato dos trabalhadores, em conversa com a TV7 Dias acusa, também a SP Televisão de condições precárias. 

O que está a acontecer na Plural acontece porque é a maior empresa do setor, com mais trabalhadores e, por conseguinte, mais força”, começa por dizer. “A SP, por exemplo, tem uma situação muito mais grave a nível de precariedade. A Plural tem trabalhadores no quadro, tem freelancers, muitas vezes contratados à produção, e tem alguns recibos verdes. A percentagem de recibos verdes é muito maior na SP”, atesta. 

Assim, o objetivo é “alargar esta luta”, de modo a melhorar as condições de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here