Ligue-se a nós

Quer o Destino

“Quer o Destino”: Mateus rapta a filha

Um momento para ver nos próximos episódios da novela da TVI.

Cátia Ferreira

Publicado

no

Vitória e Ana saem para uma corrida. A enfermeira faz uma pausa porque acha que a filha precisa de comer. Estão a ser observadas por Mateus às escondidas. João também está por perto, com uma garrafa de álcool e pergunta ao irmão o que pensa estar a fazer. Ele não responde e João grita para que elas fujam. Mateus atira-se ao irmão frustrado pelo seu plano ter sido abortado. Pega na pega na garrafa que caiu no chão e, com ela, atinge o irmão na cabeça, fugindo de seguida.

Vitória encontra João caído. Alarmada, regressa ao local onde deixou a filha e fica em pânico ao ver que ela desapareceu. Vitória grita por ajuda e Lucas acode-a: “A Ana desapareceu”. João diz: “Foi o Mateus. Ele estava a observar a Ana e a Vitória, e eu tentei impedi-lo.”

Enquanto isto, Lucas acusa Vitória de ter colocado a filha em risco: “O Mateus é louco e perigoso. Se lhe acontecer alguma coisa, nunca te vou perdoar. Nunca”.  Decidem avisar a polícia.

Pouco depois, Mateus recebe uma chamada de Marcos alertando para que não faça nada a sobrinha. Mas o veterinário garante: “Finalmente, a minha filha está em casa, com o pai. É assim que deve ser. Eu sei como agir com a minha filha.” Marcos passa o telefone a Isabela e ela pede-lhe que largue Ana, mas Mateus não cede e diz-lhe para esperar por ele para fugirem os três.

Nesse momento, Ana começa a acordar e quer ir para casa. Mateus oferece-lhe uns brincos e manda-a colocá-los: “Gostava que confiasses em mim”. Ana questiona: “Como? O tio anda fugido… A Polícia está atrás de si… Eu ouvi que matou umas mulheres. Raptou-me para quê?”

Mateus tenta distorcer a verdade dizendo que tinha sido Vitória a insinuar-se aos irmãos Santa Cruz no dia da alegada violação. Que todos tinham bebido e que ela é que começou a despir-se e a oferecer-se. A jovem repara numa faca e finge alinhar na conversa, dizendo que o percebe. De seguida, o vilão abraça-a e sublinha: “Hoje começa a nossa primeira viagem como pai e filha. É como se a nossa vida começasse aqui.” Ela sente-se enojada, mas disfarça e diz-lhe que precisa de urinar. Ele fica desconfiado, mas decide ir com ela. Pede-lhe que não faça asneiras. Ela afasta-se e vê um casal de turistas. Mateus fica em pânico. Percebe que a filha vai pedir ajuda e ameaça: “Se gritares, mato-te! A ti e àquelas pessoas!” Puxa-a pelo braço e voltam para a carrinha.

Veja também:   SIC define estratégia para fazer frente à TVI no fim de semana

Ana começa a provocá-lo e diz: “Por mim, estou na boa… o tio é que não sei. A Policia está à sua procura. Sabem que me raptou, vão encontrar-me e vão pô-lo na casa dos malucos… não foi lá que esteve antes de fugir a primeira vez? O meu pai vai encontrar-me!” O vilão começa a perder a paciência e afirma: “O teu pai sou eu!” A jovem insiste, ele perde a paciência e bate-lhe com violência. A filha cai desamparada e perde os sentidos. O vilão fica em pânico, sem saber o que fazer. “O que é que eu fiz?! Minha nossa senhora… O que é que eu fiz?!’,

Fonte: Maria

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas