Ligue-se a nós

Entrevistas

Patrícia Matos: “Uma coisa é o palco, outra, bem diferente, são os bastidores”

A jornal

Cátia Ferreira

Publicado

no

A saída de Patrícia Matos da TVI, após 13 anos na estação apanhou o público de surpresa. Em conversa com a revista Nova Gente, a jornalista explica os motivos da sua saída e o que espera do que vem a seguir.

A profissional assume que o momento da despedida foi muito difícil e que temeu não conseguir chegar ao fim: “Antes já o estúdio tinha sido ‘invadido’ por colegas que só souberam naquele dia o que estava a acontecer. Até o Manuel Luís Goucha foi ter comigo. Alguns tentaram demover-me”. Conta que o horário do “Diário de Manhã” era muito exigente e muito longo, é o programa de informação mais longo da televisão. “É preciso não esquecer que levantar às quatro horas da manhã custa muito tal como custa deitar às 21. Perder festas de aniversário, jantares de família, momentos com os amigos. Os últimos anos foram também marcados por problemas de saúde”, a jornalista admite ainda que abdicou de tudo isto durante uma década.

Com base numa mensagem da atriz Sílvia Rizzo”: “Realmente, com 10 anos a fazer o Diário da Manhã, merecia mais” é-lhe questionado pela revista se considera que deveria ter tido mais oportunidades ao que Patrícia responde: “Não posso deixar de lhe dar razão. Uma coisa é o palco, outra, bem diferente, são os bastidores.”

A saída da TVI acontece porque a jornalista recebeu um “convite muito aliciante” e quer deixar claro de que “não foi despedida” nem sai “incompatibilizada com ninguém muito pelo contrário”.

Quanto ao novo projeto, diz estar muito confiante: “Tenho a certeza de que vou adquirir um com conhecimento imenso, vou crescer muito em todas as áreas da minha vida e vou conseguir desenvolver coisas novas. Ser jornalista é o sonho que consegui realizar, mas apenas quem não me conhece pode pensar que a minha vida se resume a ler um teleponto. Sou muitas outras coisas”.

Quanto a todas as alterações que têm sido notícia na informação da TVI, Patrícia diz admirar as novas contratações que têm sido feitas e que tem a certeza de que a Direção da Informação “fica bem entregue”. E quanto ao regresso de Cristina Ferreira? “Tudo é possível a quem é movido pelo coração”.

Fonte: Nova Gente

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas