Chega às lojas a 16 de março o novo disco de Medeiros/Lucas. ‘Sol de Março’ encerra a triologia iniciada com ‘Mar Aberto’ (2015) e ‘Terra do Corpo’ (2016) e terá selo Lovers & Lollypops. As novas canções brincam com as relações entre a luz e a sombra, mantendo o tom melancólico e de balada em temas como ‘Podre Poder’, o primeiro avanço lançado em final do ano passado, mas abrindo caminho a novas paisagens mais luminosas e festivas. Exemplo disso o segundo single ‘Elena Poena’ a ser lançado no final de Fevereiro, que nos mostra novos espaços de maior desafogamento e simplicidade. Os novos caminhos fazem-se conduzidos pela voz de Medeiros que nos mostra agora novas facetas, com melodias mais vincadas e com maior alcance. As letras, essas, continuam a ter como autor o escritor açoriano João Pedro Porto.

Para além de Porto na ficha técnica Sol de Março repetem-se os nomes que construíram esta triologia – Augusto Macedo (baixo, teclas) e Ian Carlo Mendoza (bateria, percussão) já são parte fixa da banda, o Golden Pony de Eduardo Vinhas é o espaço de gravação e misturas, a masterização é feita em Montreal por Harris Newman e as imagens do disco são criadas pelo artista plástico Tiago Bom.

Na lista de novas colaborações destaca-se o papel do músico vimaranense Rui Souza que gravou a maior parte das teclas do disco e que já vem acompanhando Medeiros/Lucas em concerto por algumas vezes, assim como a presença pontual de outros nomes mais ligados ao jazz: Antoine Gilleron (trompete), Gonçalo Santos (bateria), João Hasselberg (contra-baixo) e Tine Grgurevic (Fender Rhodes).

‘Sol de Março’ terá edição em vinil, CD (digipack) e nas plataformas digitais.

© Divulgação

Alinhamento

Lampejo
Podre Poder
Obscurantismo
Clarificação
Os Pássaros
Elena Poena
Em Condicional
O Trapezista
Galgar
Sol de Março
As Calendas
Fado do Salto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here