Ligue-se a nós

Famosos

Mãe de Angélico Vieira volta a tribunal na próxima semana

Rufino Teixeira

Publicado

no

Foi em 2011 que Angélico Vieira faleceu na sequência de um acidente de viação. Oito anos depois, a mãe do cantor volta a tribunal. Desta vez, Filomena, vai estar frente a frente com Augusto Fernandes, o empresário da Póvoa do Varzim, dono do stand de onde saiu o BMW 635 que o cantor conduzia quando teve o trágico acidente na A1, em Estarreja, a 25 de junho de 2011.

Em causa estão as suspeitas de que o contrato de compra e venda do carro foi forjado após o despiste, em que alegadamente a assinatura do antigo elemento dos D’Zrt foi falsificada. Entre os arguidos encontra-se também uma das funcionárias do stand. Segundo o Ministério Público, os arguidos montaram um esquema após o dia do acidente. Falsificaram um contrato de compra e venda do BMW 635 para se apoderarem de outros dois carros que o cantor tinha deixado no stand. O contrato dizia que estas viaturas – um Ferrari e um Audi – seriam entregues em troca do BMW.

Veja também:   Pedro Tochas: "O confinamento deu-me para fotografar formigas"

O processo começa já dia 11, no Tribunal de Matosinhos, onde serão discutidos os crimes de burla qualificada, abuso de confiança e falsificação de documentos de forma agravada. Segundo o Ministério Público, os arguidos montaram um esquema após o dia do acidente.

23 anos. Estudante de Geografia na FLUP. Um apaixonado pela cultura, comunicação, pelo território e pela sociedade. Um defensor do equilíbrio "homem-terra", daí defender teorias de conservação e gestão da natureza. Está no MAISTV como fundador e administrador geral.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas