Ligue-se a nós

Notícias

História exibe a sexta edição de ‘A Última Ceia’ dedicada à Páscoa

Avatar

Publicado

no

Com o motivo de celebrar a Páscoa, o canal História lança, pelo sexto ano consecutivo, o desafio gastronómico único e exclusivo a um chef conceituado, para a recriação da Última Ceia de Jesus Cristo e os apóstolos, adaptando-a a um estilo inovador.

Para a IV edição, o canal teve como principal inspiração o mar, elegendo um dos melhores chefs ligado à temática: Diogo Noronha, do Pesca.

Diogo Noronha, chef que nos habituou a uma cozinha pura, aliada ao estilo de vida sustentável e da qual o peixe fresco é a grande matéria prima, será o protagonista do especial ‘A Última Ceia’, um mini programa, com estreia no dia 23 de março, às 22h40, no canal História. Ao longo do especial, os espectadores podem assistir ao processo criativo de Diogo Noronha para a recriação da ceia mais célebre da História, de acordo com a sua visão e inspiração pessoal.

Após a sua releitura do passado, para Diogo Noronha, que continua a triunfar com o seu restaurante Pescva em Lisboa, ‘A Última Ceia’ pode ser interpretada como o anúncio da “celebração da renovação, da fertilidade, do renascimento da vida após a aparente ausência dela, ou seja, pela vitória da vida sobre a morte ou da chegada da primavera sobre o inverno”.

O menu escolhido

“No tempo de Cristo, as últimas ceias tinham como propósito a preparação para o sábado ou para um festival e era uma reunião religiosa na sua essência. Esta reunião era constituída de uma discussão religiosa seguida de um lanche simples com pão normal ou não levedado e vinho misturado com água, com um copo apenas passando por todas as pessoas que lá estavam. Esta reunião era conhecida na cultura judaica como o Kiddush e era observado por pessoas piedosas no dia a dia, principalmente entre cristãos. É quase que certo que Jesus e os seus discípulos tinham o costume de observar esta reunião nas noites de sábado (para nós na sexta-feira à noite) ou nas noites antes dos festivais, como era a Páscoa. Não havendo certezas de quando terá sido a ementa da Última Ceia, proponho-me recriar um menu onde se reflita esta noção de ritual de passagem, de renascer, de ressurreição, de nova vida”, comenta o chef Diogo Noronha.

Veja também:   João Paulo Rodrigues revela segredo para boa forma física

O menu do chef do Pesca sustenta a recriação de quatro pratos: couvert, uma entrada, um prato principal de peixe e uma sobremesa, que refletem esta noção de ritual de passagem, renascer, ressurreição e de nova vida.

Desafio pelo sexto ano consecutivo

“Este projeto já teve variadíssimas interpretações artísticas, por isso, para esta nova edição quisemos fazer diferente. Inspirámo-nos num tema em exclusivo – o mar, com o objetivo de homenagear Jesus Cristo e os apóstolos, todos eles chamados para serem “Pescadores de Homens”. Procurámos chefes conceituados que se relacionassem com o tema e que pudessem responder ao desafio de investigar o passado, de forma a apresentarem-nos uma proposta atual e inovadora do menu de A Última Ceia de Jesus Cristo e os apóstolos. Não podíamos estar mais satisfeitos com a nossa escolha e com o resultado final desta produção especial”, refere Carolina Godayol, Diretora Geral do The History Channel Ibéria.

22 anos. De alma portuguesa e de sotaque portuense, ainda que pouco acentuado. Adoro a minha cidade, o Porto, e a minha pátria, Portugal, ainda que não esteja de acordo com algumas ideias pré-definidas da mesma. Entre as minhas qualidades destacam-se a persistência, a força de vontade, o empenho e a vontade de trabalhar e inovar. Autodidata no que diz respeito à blogosfera e tecnologias, ambiciono aperfeiçoar cada vez mais o meu trabalho.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas