Gabriela Sobral não volta ao trabalho tão cedo: “Agora estou focada nos bebés”

Gabriela Sobral foi mãe há pouco tempo. Feliz com o desafio, a ex-responsável da SIC explica que não pretende regressar tão cedo à televisão.

-

Fartei-me de chorar. Foi a melhor coisa que me aconteceu na vida“, começa por revelar Gabriela Sobral à TV7 Dias sobre o facto de ter sido mãe. Luís e Tomás são fruto da sua relação com a atriz Inês Herédia. “Está a ser muito giro. Nunca imaginamos totalmente como é, e só depois de sermos pais ou mães é que temos a noção da grandeza e da emoção. Sempre sonhei ser mãe, mas o tempo foi passando. Foi sempre um sonho que ficou algures, e de repente é possível e é a dobrar”, conta, prosseguindo: “Nós fazemos tudo ao mesmo tempo. Somos duas, duas mães, dois filhos.

Para Gabriela, o mais difícil na maternidade tem sido dormir. “Eles comem de quatro em quatro horas e antes de acordarem temos de ter tudo preparado. E mesmo que eles não acordem ao mesmo tempo, nós acordamos. É a única hipótese, senão não dormíamos mesmo. É tudo aos pares“, relata.

Televisão? Não, pelo menos, para já!

Ainda que afastada da televisão, Gabriela Sobral está sempre atenta ao que se passa. “Vou espreitando. Tenho ‘picado’ obviamente.” Mas, quando questionada sobre o seu regresso ao trabalho, responde, peremptória: “Agora estou focada nos bebés. Estou no chamado ano sabático. Trabalho há 30 anos e os meus filhos merecem ter uma mãe presente.

Fonte:TV7 Dias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

ÚLTIMOS ARTIGOS

Daily Cristina celebra o 6.º aniversário

Esta terça-feira, dia 21, Cristina Ferreira comemora o 6º aniversário do seu blogue pessoal, Daily Cristina, projeto que impulsionou o seus negócios. "Faz hoje, hoje,...

Lucros da RTP, em 2018, mais que duplicam

Em comunicado, a RTP adianta que terminou 2018 “com um crescimento dos resultados económicos e financeiros”, com o resultado antes de impostos, juros, depreciações...

Conselho de Opinião da RTP apela à modernização dos equipamentos das rádios estatais

O Conselho de Opinião da RTP recomenda à empresa que “ultrapasse com urgência” o problema de “obsolescência dos equipamentos” e condições de trabalho da...