Ligue-se a nós

Famosos

Filomena Cautela narra passado com bastantes dificuldades

Rufino Teixeira

Publicado

no

Filomena Cautela sempre se mostrou reservada no que toca à sua vida familiar. Aos 35 anos, a apresentadora abriu o seu coração no programa ‘Alta Definição’, da SIC. Estreou-se em 2002 na televisão, e segundo a própria, foram anos complicados de adaptação. “Na altura, foi duro e escuro! Estava absolutamente desiludida porque tinha percebido que não tinha talento nenhum, era uma fraude. Todos os meus amigos estavam a trabalhar, atrizes que eu achava que eram muito más estavam a trabalhar, pessoas que odiavam o que estavam a fazer e só queriam aparecer em revistas, e eu não. Fez-me muito bem porque deu-me uma chapadona de humildade que faltava a muita gente que hoje em dia tem muito sucesso“, confirma a apresentadora.

Veja também:   João Paulo Sousa tem novo projeto digital

A sua vida também teve alterações, depois da morte da sua mãe, vítima de cancro. “Acontecer uma tragédia real é transformador para sempre, mas aprende-se uma lição. Deu-me uma liberdade grande. Já não tenho medo de nada, só disso. Tudo o que me acontecer é indiferente. Vou vivendo a vida de forma normal, mas com a consciência de que não há nada pior que me possa acontecer.”

23 anos. Estudante de Geografia na FLUP. Um apaixonado pela cultura, comunicação, pelo território e pela sociedade. Um defensor do equilíbrio "homem-terra", daí defender teorias de conservação e gestão da natureza. Está no MAISTV como fundador e administrador geral.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Mais vistas