Ligue-se a nós

Informação

ERC arquiva processo contra RTP e Flor Pedroso

O Conselho Regulador da ERC arquivou o processo contra a RTP e Maria Flor Pedroso, por falta de provas que demonstrem pressão política ou irregularidades da direção. Em causa estava o programa “Sexta às 9”.

Avatar

Publicado

no

A ERC, Entidade Reguladora para a Comunicação Social, decidiu arquivar o processo. De acordo com a deliberação da entidade, não foram “reunidos elementos de prova que evidenciem a existência de inteferência ou pressao política na decisão ediorial de fixar a data de reinício do programa para depois das eleições legislativas nem terem ficado demonstradas irregularidades por parte da direção de informação no acompanhamento e controlo do programa ‘Sexta às 9′”.

Em causa estavam as participações contra a RTP e a ex-diretora de informação, Maria Flor Pedroso, a propósito data de reinício do programa “Sexta às 9”. A reportagem sobre a possibilidade de corrupção na exploração de lítio e a investigação ao ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial, também estavam em cima da mesa.

Na deliberação, o Conselho Regulador da ERC recomenda à RTP para adotar mecanismos internos de resolução de problemas, para “acautelar situações como as que foram analisadas e a preservar a sua credibilidade institucional”. Estes mecanismos devem ser comunicados à ERC no prazo de 180 dias.

Veja também:   TVI24 descontinua programas de futebol comentados por representantes dos 'três grandes'

Em causa reportagem sobre lítio

As acusações começaram depois da jornalista , Sandra Felgueiras, afirmar que Maria Flor Pedroso tinha transmitido informação previligiada à diretora do ISCEM, Regina Moreira, referente à exploração do lítio. Maria Flor Pedroso, teria passado a informação de que o programa “Sexta às 9” estava a investigar suspeitas de corrupção no processo de encerramento do ISCEM e que envolvia o recebimento indevido de “dinheiro vivo”.

Tendo em conta a situação, a ex-diretora de informação colocou o lugar à disposição a 16 de dezembro. No entanto, negou sempre ter passado qualquer informação sobre a investigação à diretora do ISCEM.

O Conselho de Redação da RTP-TV também já tinha concluído que não havia evidencias de interferência política na emissão do programa “Sexta às 9”, conduzido por Sandra Felgueiras.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas