Eládio Clímaco lamenta não ter sido convidado para a Eurovisão 2018

0
66

Foi em Portimão que se realizou a final deste ano do ‘Festival da Canção 2019‘, onde foi apurada a vitória de Conan Osíris. No entanto, Júlio Isidro e Margarida Mercês abriram o palco do festival. Ainda assim, e segundo a NOVA GENTE, as declarações de Júlio deveriam ter sido ditas por Eládio Clímaco, que não pôde estar na cerimónia.

Tive uma queda e fiz uma rotura do músculo gémeo da perna esquerda. Ainda por cima, a queda foi para o lado direito e eu, para não fazer mais estragos na coluna e no cóccix, apoiei-me todo no braço esquerdo“, contou o apresentador, que, sofreu ainda mais complicações com tudo isto. “Como me disseram que podia guiar um bocadinho… Olhe, numa manobra, senti o ombro a deslocar-se. Um estalo enorme. Uma luxação do ombro, mais uma, para juntar à da perna”, adiantou.

Na referida entrevista, o apresentador lamenta a falta ao evento, por quem sente muita estima. “Comecei a apresentá-lo em 1978. Depois, era ano sim, ano não, ano sim, ano sim, até 2000 e não sei quantos. Tentei durante esses anos todos trazer para Lisboa a Eurovisão e, infelizmente, não consegui. Veio para cá, mas não pela minha mão“, conta, explicando que ficou triste por não ter sido convidado para a cerimónia do ano passado. “Fiquei um bocadinho triste. No ano passado é que me deveriam ter convidado para assistir de uma forma mais ativa àquilo que se passou na Altice Arena, que foi uma beleza. Ignoraram-me completamente. Eles talvez quisessem emendar a mão com o convite para este festival.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here