Ligue-se a nós

#BlackLivesMatter

“E Tudo o Vento Levou” não resiste às críticas sobre racismo

A plataforma de streaming HBO retirou temporariamente o clássico “E Tudo o Vento Levou” da plataforma, nos EUA, depois das críticas por incitar ao racismo e à escravatura.

Avatar

Publicado

no

Com o movimento #BlackLivesMatter crescem também as críticas a monumentos, estátuas e até produções cinematográficas histórias ligadas ao colonialismo e ao racismo. Assim, a HBO Max decidiu retirar o clássico “E Tudo o Vento Levou” temporariamente, depois de anos de críticas sob a película de 1939. Em causa está a imagem que o filme passa sobre a escravatura.

A HBO já veio a público dizer que antes de recolocar o filme na plataforma, vai fazer uma contextualização histórica. À agência Associated Press, a WarnerMedia diz que “estas representações racistas eram erradas naquela época e são erradas hoje, e achamos que manter este filme [na plataforma] sem uma explicação e uma denúncia dessas representações seria irresponsável”.

A decisão coincide com posições semelhantes de outras empresas, como a Disney, que decidiu retirar o filme “A Canção do Sul” da sua plataforma. Também a cadeia de televisão Paramount cancelou a série “Cops”, emitida há vinte anos e que mostra imagens reais de polícias no terreno.

Veja também:   Sofia Alves e Júlia Palha protagonizam nova novela da SIC

“E Tudo o Vento Levou” é alvo de críticas desde a estreia. Na época, o guionista afroamericano Carlton Moss, disse que o filme descrevia as pessoas negras como “preguiçosas, torpes e irresponsáveis” e mostrava “uma radiante aceitação da escravatura”. A atriz afroamericana Hattie McDaniel ganhou o Óscar pela interpretação de uma escrava, porém na cerimónica teve de sentar-se no fundo na sala, devido às leis de segregação racial. Foi a primeira atriz negra a receber um prémio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Os protestos contra o racismo têm-se proliferado pelo mundo inteiro, com especial intensidade nos EUA, depois da morte de George Floyd. Por todo o mundo, estátuas de figuras histórias ligadas à época do colonialismo têm sido vandalizadas. Em Portugal, a estátua de Padre António Vieira não escapou à tinta vermelha com a palavra “Descoloniza”.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas