Ligue-se a nós

Entretenimento

‘Big Brother’: Hélder em risco de expulsão devido a comentário homofóbico

Avatar

Publicado

no

Hélder, um dos participantes da nova edição do ‘Big Brother’ teceu um comentário considerado homofóbico. O concorrente de Santa Maria da Feira referiu a Soraia, outra das concorrentes, que “preferia ser mulherengo”. Não continuou a frase, mas apontou o dedo a Edmar, participante que é gay. Rapidamente se percebe que o que o concorrente queria dizer é que preferia ser mulherengo a homossexual. O comentário também não foi do agrado de Soraia, que tentou desviar o assunto, mas o participante de Santa Maria da Feira ainda disse ‘que os adorava’. (referindo-se de novo aos homossexuais).

Este comentário não passou despercebido, dado que os participantes são filmados permanentemente, durante todo o dia.

Esta terça-feira, o “proprietário” da casa mais vigiada do país, a Voz que agora é designada de Big Brother e o apresentador do programa convocaram Hélder para o confessionário. As imagens foram transmitidas tanto para o público como para o resto dos concorrentes, que se encontravam na sala.

Cláudio Ramos confrontou o participante de Santa Maria da Feira com esta atitude e também com o comportamento que teve na gala de estreia – quando o mesmo afirmou que estava a tirar as medidas a uma das concorrentes e disse que lhe pareceu que ‘estava molhada’.

O apresentador inicialmente tentou questionar o participante se tinha consciência dos seus comportamentos. Após ver as imagens e interagir com o apresentador, Hélder começou a chorar e disse que “gostava imenso desse tipo de pessoas” (mais uma vez, referindo-se aos homossexuais). Hélder disse, ainda, que não gostava de pronunciar certas palavras como homossexual ou preta e referiu que tanto o comentário que fez a propósito de Edmar como o comentário que teve na gala de estreia foram meras brincadeiras.

Veja também:   Cláudio Ramos: “Acho uma ingratidão quando desistem”

Após conversar com Cláudio Ramos, o ‘Big Brother’ transmitiu que não tolera nem admite quaisquer atitudes homofóbicas, discriminatórias, sexistas ou racistas dentro da casa e anunciou que o concorrente estaria automaticamente nomeado para a expulsão no próximo domingo. São os portugueses que vão decidir ao longo da semana se o concorrente é expulso ou não.

Note-se que esta nomeação acontece em simultâneo com a expulsão de um dos outros 3 participantes que já estavam nomeados desde o domingo passado. Logo, este domingo pode haver dupla expulsão, se os portugueses decidirem que Hélder não merece continuar no programa.

Depois de ter falado com o Big Brother e com Cláudio Ramos, Hélder saiu do confessionário e Edmar, o homossexual a quem se referiu no comentário que teceu abraçou-o e disse, em seguida, que Hélder não fez aquele comentário com maldade, algo que se via nos olhos dele.

Hélder foi depois para o sofá, onde já se encontravam os outros concorrentes todos. Continuou a chorar e pediu desculpa a Edmar e aos portugueses pelas atitudes que teve. Em geral, os outros concorrentes consideraram que a atitude que Hélder teve não foi com o intuito de inferiorizar ou humilhar ninguém, apenas foi por brincadeira. Soraia referiu que o participante não escolheu as palavras certas e Iury reconheceu que embora tenha sido uma brincadeira infeliz, o participante é brincalhão, por isso, as palavras dele não deviam ser levadas tão a sério.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas