Ligue-se a nós

Entretenimento

BB2020. Maria Botelho Moniz defende formato da TVI

A apresentadora acredita que os reality-shows podem ser educativos.

Cátia Ferreira

Publicado

no

Maria Botelho Moniz

Maria Botelho Moniz sempre admitiu ver reality-shows quer portugueses quer estrangeiros. E a TVI deu-lhe a oportunidade de ser a cara dos diários do BB2020. Apesar da conotação negativa a que estes formatos costumam estar associados, a apresentadora acredita que os mesmos podem ser educativos.

Foi no Porto Canal que teceu a sua opinião sobre o assunto:Em Portugal, os realities têm uma imagem muito negativa, mas são programas e são formatos que podem trazer para a mesa temas importantes e que podem fazer um país inteiro falar de um assunto” Maria deu exemplos sobre os temas de bodyshaming, homofobia, xenofobia que foram abordados pelas atitudes que determinados concorrentes tiveram dentro da casa. Faz-te pensar e discutir o tema”, concluiu.

Veja também:   Cristina Ferreira sobre Carlos Ribeiro: "Não encaixa no 'Somos Portugal' que quero construir"

Na entrevista a Carina Caldeira admitiu que a proposta de apresentar o “Big Brother era irrecusável: Eu estava muito confortável e feliz onde estava, mas deram me algo que eu sempre quis fazer. Eu sempre disse e nunca tive pudor em dizer que adoro reality shows. Fazer parte de um formato que é o pai de todos os realities foi irrecusável”.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas