Ligue-se a nós

Big Brother

“Big Brother – A Revolução”: Mãe e filha unidas para mudar de vida

Sandra e Jéssica entraram juntas para o reality da TVI.

Avatar

Publicado

no

Pedro, marido de Sandra, e pai da filha única Jéssica, contou tudo, em exclusivo à TV Guia, sobre os motivos da entrada das duas para o “Big Brother – A Revolução”.

“A minha esposa inscreveu-se porque temos a ideia de mudarmos de rumo de vida e de país”

Sandra e Pedro já estão juntos desde 1991, ano que marcou o começo do namoro. Segundo Pedro, o começo da vida a dois não foi fácil, pois viveram com muito pouco e chegaram até a passar fome.

“Sim, comemos massa com ketchup para enganar. Só queríamos era estar juntos. Eu tinha muitos sonhos, mas não tínhamos dinheiro para nada!”

Além disso, Sandra abortou o primeiro filho do casal. Depois, nasceu Jéssica e decidiram ir para a Holanda trabalhar em restauração. Lá a vida também não foi fácil, pois Sandra tinha hiperidrose, isto é, suava excessivamente. No entanto, Pedro encontrou uma cura.

De regresso a Portugal, Pedro investiu numa casa de fados em Alfama para a filha poder atuar e também num centro de estética de unhas de gel, onde Sandra poderia trabalhar.

Veja também:   Cláudio Ramos e Teresa Guilherme vão apresentar nova edição do "Big Brother" em 2021

Para Pedro, a ida da esposa para o “Big Brother – A Revolução” foi um “momento especial”:

“A Sandra é uma pessoa muito preocupada, que trabalha muito, que tem a mãe doente, com problemas ósseos. Ir para o BB é poder esquecer o telemóvel, estar longe das obrigações”

Por outro lado, Jéssica é uma filha talentosa, segundo Pedro. Canta fado desde os 13 anos porque não gostava da escola. Para ajudar a concretizar o sonho da filha, Pedro comprou uma casa de fado em Alfama, onde esta começou a fazer espetáculos à noite. Enquanto pai, Pedro diz ser superprotetor com motivos:

“Em Alfama, confundem a luz vermelha das casas de fado com prostituição e tive de tirar alguns que assediaram a minha filha. Já houve ali muita confusão, Alfama não é fácil. Os homens andam sempre ali a testar”

A terminar o mestrado em Jornalismo na FCSH-UNL. No seu percurso já passou pela Antena 1 e pelo Diário de Notícias. Além da paixão pelo jornalismo, é viciada na criação de conteúdos na área da cultura, cinema e televisão. Atualmente é redatora e crítica nos sites: Espalha Factos e Cinema Pla'net. https://letterboxd.com/rafaelastex/ Esta aspirante a jornalista sempre foi apaixonada pela comunicação e pela prática de informar. "O Jornalismo para mim é e sempre será o Contexto, as Histórias e as Pessoas". Colaboradora desde julho de 2020.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas