António Pedro Cerdeira lamenta situações de desemprego nos atores

0
347
António Pedro Cerdeira na digressão SIC 25 anos. © SIC

Depois do fim antecipado de ‘Alguém Perdeu’ da CMTV, António Pedro Cerdeira foi logo puxado para a nova novela da SIC ‘Nazaré’. Apesar de ter tido sorte, em conseguir logo emprego, nem sempre foi assim fácil, conforme relata. “Houve alturas em que pensei em desistir por causa do sofrimento por antecipação, ou seja, a pessoa pensar que vai acabar o trabalho em fevereiro e como é que vai ser?”

Como é sabido, e por vezes, os atores ficam fora dos ecrãs durante alguns meses, ou até anos, e as questões de sobrevivência impõem-se. “Depois fazemos as contas, vemos os projetos que estão para começar, e pensamos que se calhar vamos estar quatro ou cinco meses sem fazer nada. Eu já cheguei a estar parado seis ou sete meses. E é um processo que começa a ser muito angustiante.”

Sobre o projeto anterior, em que era protagonista, o ator explica que foi uma decisão dos “atores e da CMTV”. “Acho que a vida também é feita disto, às vezes as coisas vão mais longe, outras vezes vão mais perto. Honestamente, entrei e mergulhei de pés e cabeça. Para mim, o que interessa é o ponto de vista artístico e vejo que fizemos muitas coisas boas e tenho orgulho de ter participação naquilo”, começa por contar.

O projeto que aí vem

De regresso à SIC, Cerdeira integrará o elenco de ‘Nazaré‘, que estreia em breve. “Sai um bocadinho da linha daquilo que tenho feito nos últimos anos. Esta coloca-me desafios, a nível profissional, que ainda não me tinham sido colocados e que me dão muito prazer. Tem-me feito muito bem, tanto que estou muito contente.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here