Ligue-se a nós

Famosos

Ângela Pinto: “Nós atores mais velhos estamos a desaparecer dos meios visíveis”

Rufino Teixeira

Publicado

no

Aos 61 anos, Ângela Pinto não pára de trabalhar e mais recentemente dá vida a Arminda, em ‘Terra Brava’. “Fico sempre feliz que me convidem de qualquer maneira. Este era um desafio especial, apesar de a personagem estar dentro do target que me acostumei a fazer. Tenho pena que não me convidem para outras coisas, mas já vi que é assim… mas gostei do lado sedutor da história, da minha Arminda ser a detentora de todos os segredos. E são muitos segredos…”, afirma a atriz à TV Guia.

Esta personagem é, no fundo, secundária, mais conhece os segredos de toda a história e das personagens. “À medida que avanço na leitura reparo que a Arminda é um cofre fechado e uma personagem interessante e ternurenta. E depois encaro isto desta forma: mesmo fazendo um papel dentro do mesmo target, procuro fazê-lo de uma forma diferente. Só o ser alentejana já ajuda.

Ângela é uma consagrada atriz, que já soma 61 primaveras e, por isso, existe uma preocupação acrescida: “Porque nós atores mais velhos estamos a desaparecer dos meios visíveis e até dos menos visíveis. Mas dou os parabéns à SIC por ter voltado a querer trabalhar com atores de todas as idades. Atores a sério. E não a pensar só na imagem. Claro que percebo que em termos de produção não dá para fazermos de protagonistas, porque cansa muito, e porque se vai perdendo faculdades – o que não me aconteceu –, mas pode fazer-se tudo o resto sem dramas“, diz.

Veja também:   João Paulo Rodrigues revela segredo para boa forma física

Já no foro financeiro, a atriz diz-se equilibrada, até porque tem “uns tostões de lado”. “Mas se tiver de ser vou viver para o campo, onde se vive com os mínimos. Nunca fiz vida de rica, porque não sou disso. Mas sei que a reforma não me vai dar nada de jeito. São todas uma vergonha, mas espero continuar a trabalhar até muito tarde. [faz uma pausa] Se calhar devia preocupar-me mais, mas estou a tentar que os meus descontos agora sejam mais elevados para depois não ficar tão miserável. Felizmente tenho bons amigos que me podem dar uma boa sopinha.”

23 anos. Estudante de Geografia na FLUP. Um apaixonado pela cultura, comunicação, pelo território e pela sociedade. Um defensor do equilíbrio "homem-terra", daí defender teorias de conservação e gestão da natureza. Está no MAISTV como fundador e administrador geral.

Anúncio
💬 COMENTÁRIOS | CLIQUE AQUI PARA VER E COMENTAR

Facebook

Anúncio

Mais vistas