O confronto final em tribunal entre Bárbara Guimarães e Manuel Maria Carrilho acabou com palavras duras e acusações de parte a parte.

Segundo a revista Vidas, Pedro Reis, advogado da apresentadora, Bárbara Guimarães, descreveu Manuel Carrilho como uma pessoa “desequilibrada, astuta e ardilosa, que se descontrola com facilidade e apresenta falsos arrependimentos, vaidoso, egocêntrico, narcísico e que planeia tudo como se as pessoas fossem peças de xadrez“.

O advogado vai mais longe e admite que as repercussões são bem visíveis na apresentadora. “Nunca mais será a mesma pessoa. Teve vontade de morrer, isolou-se, perdeu peso e tem ataques de pânico.

Do outro lado, Paulo Sá e Cunha, advogado de Manuel Maria Carrilho, chamou Bárbara de “mentirosa“, dizendo que ela vive “num mundo virtual das revistas cor de rosa em que Carrilho é um ‘perigoso criminoso’ e Bárbara a ‘coitadinha da vítima’”

Só pode ter sido ela a facultar cópia da acusação ao ‘Expresso’. Foi ela quem plantou esta notícia. Ela deu o pontapé de saída e por isso há que desmascarar esta farsa dos silêncios de Bárbara. É uma fantochada. Bárbara nunca esteve em silêncio“, conclui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here