Paco Bandeira: “Fizeram de mim um monstro, que batia nas mulheres.”

0
332

Paco Bandeira foi condenado a três anos de prisão por violência doméstica. No entanto, e desde então, que tem a sua vida suspensa. Não tem trabalho, nem espetáculos. Acusa, por sua vez, a sua ex-mulher, Maria Roseta de difamação.

Era dos cantores mais bem pagos em Portugal“, explicou Paco ao programa ‘Vidas Suspensas‘. “Eu cheguei a ter mais de 20 concertos por mês“. No entanto, as dificuldades começam a aparecer. Por isso, o artista foi vendendo “material áudio que tinha em estúdio.

A sua primeira esposa

Tudo começou há uns anos, depois do suicídio da sua primeira mulher. Fernanda, deu um tiro na cabeça à frente do artista. “Acho que ali ela queria dizer alguma coisa. Foi ali à minha frente, mesmo.” Esta mulher, era a que geria todo o dinheiro da carreira de Paco e, por isso, nunca se apercebeu da decadência das economias.

Paco foi chamado a tribunal meses depois. Foi-lhe devolvida a arma. Foi por essa altura, que Paco conheceu Maria Roseta. Um dia, a segunda esposa engravidou. A sua filha nasceu, e Maria Roseta e Paco Bandeira juntaram-se. Paco assume que foi aí que começou tudo a descambar-se. “Ninguém gostava da Maria Roseta”, considera. No entanto, a relação continuou e os dois decidiram comprar uma casa. Mas 4 meses depois, Maria Roseta saiu daquela casa com a filha de ambos, Constança. Fez uma queixa na APV, alegando que Paco a queria matar. “A minha filha tinha medo de mim”, diz.

Fizeram de mim um monstro, que batia nas mulheres. Nunca toquei nessa senhora, nem em nenhuma das outras mulheres que tive”, remata Paco Bandeira.

A fase negra da vida de Paco já diz estar ultrapassada. “Já paguei as dívidas. Não estou na miséria e tenho uma vida desafogada com a minha mulher. Já vendi esse estúdio de Massamá e se tivesse de me desfazer de tudo o que tenho ia buscar milhões.” 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here