O jornalista Henrique Garcia veio dizer, a público, que há 40 anos atrás apaixonou-se, em Lisboa, por uma islandesa. “Eram duas turistas que estavam perdidas na rua e perguntaram onde era um hotel qualquer no Marquês de Pombal. Eu estava na Sampaio e Pina à porta a fumar e, gentilmente, fui levar as senhoras ao hotel. Tagarelámos e fomos almoçar“, começa por revelar.

A verdade é que o romance começou, entretanto. “Começámos a falar muito pelo telefone e a conta era insuportável. Depois resolvi ir lá. Voltei e, passado pouco tempo, propus-lhe casamento. Ela aceitou viver uns anos em Portugal até que se desadaptou“, conta o jornalista, na entrevista a um diário, onde mostra a sua mágoa por ter sido dispensado da TVI.

Desta paixão, Henrique ficou com dois filhos: Pedro e Henrique, dois cidadãos islandeses – um médico, o outro.

Em 1998, Henrique Garcia não desistido do amor, casou com uma angolana. Em brincadeira assume que passou “do frigorífico para o forno“.