Na sequência da notícia que foi avançada por nós, Daniel Deusdado, estará, ao que parece mesmo de fora da RTP. Em declarações à revista TV 7 Dias, Daniel Deusdado diz que ainda não sabe quando está programada a sua saída. “Qual é o prazo? Ainda não sei. Eu sei apenas que vou sair“, revela, deixando uma nota de esclarecimento. “A questão foi que eu sempre disse ao Nuno e ao Gonçalo Reis que o objetivo seria fazer o primeiro mandato deles, e seria por três anos. Sou do Porto, estou cá em Lisboa e estive muito sozinho. O projeto era muito desgastante, porque é preciso fazer uma televisão simultaneamente que qualifique, mas dê audiências. Isso gerou um imenso desgaste interno e externo. Os primeiros três anos seriam importantes e deveriam continuar com alguém. O mais difícil seria fazer isto, e está feito”, explica.

Feliz com a Eurovisão

No que toca ao plano estratégico definido, Daniel conta que existiram momentos que o marcaram. “Nunca falo sobre mim, mas o projeto sobre este plano estratégico teve três momentos muito marcantes, que guardo: foi a minha passagem pela RTP3, o relançamento da RTP Internacional, bem como uma mudança qualitativa em relação ao daytime, e ter criado uma novela, que acho bonito. E quanto ao Festival da Canção, é uma coisa tão bonita e tão de equipa que nem falo disso. Isto é tão de todos que nem me recordo de mim, pois é a vontade de um grupo em querer mudar e dar uma pedrada no charco. Nós, em equipa, conseguimos mudar o formato e depois aconteceu aquele milagre da Eurovisão. E depois em Guimarães foi de uma capacidade extraordinária de produção da RTP. É tão reconfortante que saio com a consciência tranquila.”

Assim, quanto ao futuro, Daniel diz não fazer ideia. “Não faço ideia. Vou apenas tranquilamente voltar à minha vida”, assume.